Resenha: Estranho Contato




Ágatha Guiller é uma garota de 19 anos entediada com a vida. Mas, com a chegada de um parente desconhecido e distante, vê tudo virar de cabeça para baixo. Tudo fica ainda mais confuso, e até um pouco perigoso, quando ela passa a enfrentar a morte e começa a compreender os segredos que conectam todos os seres.
Para ela, nada importa mais do que Tom. Ela está apaixonada e fascinada pelo mundo dele. em nome dessa paixão está disposta a qualquer coisa, mesmo que isso signifique abandonar todo o resto para sempre.





Já faz um bom tempo que eu não trago nenhuma resenha da Empíreo aqui no blog. Com a correria do ano passado eu deixei de ler muita coisa que queria, e muitos dos livros eram da editora, mas agora estou em plenas férias e estou tentando ajeitar tudo, então segurem os cintos, pois ira vir uma maratona de resenhas por ai.

Eu confesso que estava com vontade de ler esse livro desde que ele foi lançado, então acabei criando grandes expectativas, e isso pode ter atrapalhado um pouco o meu relacionamento com ele. A sinopse já entrega uma boa parte do livro, então não foram nenhuma surpresa alguns acontecimentos no decorrer do mesmo.

Estranho Contato é narrado em primeira pessoa sob a perspectiva de Ágatha, uma garota de 19 anos que se encontra perdida em relação a sua vida. Ela não possui interesse em nenhuma faculdade e não se encaixa em nenhum tipo de roda social, tendo como único amigo Fred, um garoto que possui um guarda roupa que lhe recorda os filmes dos anos 20. Ela leva uma vida bem tranquila, até começar a ter uns sonhos estranhos com um garoto de olhos penetrantes e que a faz sentir coisas que nunca sentiu antes e, eram só sonhos, até conhecer um primo distante do qual nunca ouviu falar e que ira passar uns dias na sua casa. Mal sabia Ágatha que com a chegada dele, seu mundo iria mudar completamente.

“Talvez sonhos sejam só sonhos, fantasias sem sentido... ou uma confusão do inconsciente, cheia de símbolos e ilusão. E de desejo... mas talvez eles não sejam só isso, talvez eles realmente possam se tornar reais.”

A Ágatha foi uma personagem que dividiu a minha opinião durante o livro inteiro, pois ao mesmo tempo em que a achava forte, sentia que ela era imatura e imprudente. E o fato de que ela se apaixonou pelo Tom em apenas um dia e logo em seguida já estava disposta a ir ao seu encontro em outro país, me incomodou. Mas apesar de tudo pude ver que ela é uma garota que se importa muito com a sua família e que está disposta a lutar por aqueles que ama. Tom é um amor de personagem e com certeza me conquistou, ele é protetor e corajoso, e ao contrario da Ágatha ele é mais prudente com as suas escolhas.

A história possui uma variedade grande de personagens, mas infelizmente nem todos foram bem desenvolvidos. Do meu ponto de vista, os únicos personagens que conhecemos um pouco melhor são o Fred e a mãe da Ágatha, mas mesmo assim de uma maneira rasa. Eu gostaria muito de ter presenciado mais diálogos entre a Ágatha e seus irmãos, ou até mesmo com a professora que ela tanto gosta mas que mesmo assim só é citada algumas vezes.

                                     "A morte é um mistério que pode destruir você."

O livro é bem curtinho, então a leitura fluiu da uma maneira bem rápida e em apenas uma sentada consegui concluí-lo. A parte física está bem simples, mas muito caprichada. A parte interna possui as páginas cor creme e as letras são de um tamanho médio, mas pode ser que o tamanho incomode algumas pessoas. A capa é bem simples, possui uma mistura de rosa e roxo ao fundo e o desenho de uma chave se sobressaindo, e depois de ler a história percebemos que ela condiz muito com o enredo.

Sendo sincera, a leitura não foi tudo aquilo que imaginei, mas eu acabei gostando. A autora criou uma história que apesar de alguns clichês ela consegue se inovar, principalmente no que se diz no quesito fantasia. Sem falar das características do "outro mundo" que eu simplesmente achei fantásticas. Então eu recomendo a leitura para todos aqueles que estão procurando uma leitura leve e com algumas surpresas.



    Editora: Empíreo || Autora: Kelly Shimohiro || Páginas: 208 || Skoob  || Onde Comprar



12 comentários:

  1. Eu gostei bastante mesmo da sua forma de escrever\resenhar, apesar de ter pego sérias reservas com o Livro através da resenha.

    Acho que talvez devesse tirar a sinopse ou coloca-la abaixo no texto, já que não recomenda sua leitura - se bem entendi - li o conselho depois de ler a sinopse...

    ResponderExcluir
  2. Pela sua resenha, dá para notar que o livro é leve, sem muitas emoções...

    ResponderExcluir
  3. Olá!
    Apesar da sua resenha nos mostrar que este livro não é "Aquele livro", eu fiquei com vontade de lê-lo.Amei a capa!
    Parabéns pela resenha e muito sucesso!Beijo
    Cássia Pires

    ResponderExcluir
  4. Oh, agora fiquei triste... Eheh. Fiquei super entusiasmada quando li a sinopse do livro mas depois a sua opinião, que me pareceu tão relevante, deixou-me desiludida com o livro. Não costumo ver muitas resenhas com uma opinião menos positiva, mas creio que também são importantes, visto que, à partida até seria um bom livro.
    Obrigada ;) Beijo

    Pseudo Psicologia Barata

    ResponderExcluir
  5. Pela sinopse parece ser um bom livro, tem horas que é horrível criar expectativas né?
    Gostei muito dos apontamentos que você fez sobre o livro, ajuda a alguns leitores a não criarem grandes expectativas sobre a obra.

    ResponderExcluir
  6. Engraçado que o tema abordado tem tudo para fazer um super sucesso, mas sua resenha me fez crer que não é das melhores obras. Fico tão triste quando acabamos nos decepcionando com um livro. De qualquer forma, a capa me encantou! hehe

    ResponderExcluir
  7. Giovana, muito bem feita a tua resenha, tão bem escrita que me atiçou a querer ler o livro de um jeito que não faz ideia, rsrs. utra coisa que curti tanto quanto, além da história do livro, é do tipo do mesmo: Estranho Contato.

    Gosto de títulos assim: que expressam muito dizendo pouco.

    Abraço.

    ResponderExcluir
  8. Gostei da sua sinceridade e mesmo sabendo que a leitura não era o que você esperava, fiquei curiosa! Já li muitos livros que abordam o "outro lado".

    Bjos!

    ResponderExcluir
  9. Gostei da sua sinceridade e mesmo sabendo que a leitura não era o que você esperava, fiquei curiosa! Já li muitos livros que abordam o "outro lado".

    Bjos!

    ResponderExcluir
  10. Achei sua resenha interessante, mas li o livro e tive outra visão.
    Não criei expectativas pelas sinopse, mas aproveitei o que ele tinha de melhor e foi uma leitura surpreendente.
    Que pena que não te surpreendeu.

    ResponderExcluir
  11. Parece ser bem interessante a história do livro. Vou adicionar a minha wishlist. Parece ser do tipo de livro, que eu adicionaria aos meus preferidos. 😃

    🦄 Cultloverblog.blogspot.com 🦄

    ResponderExcluir