• Início
  • Resenhas
  • Críticas
  • Autores Parceiros
  • Vídeos
  • Contato
  • Top 10: Melhores Séries de 2017

    Olá, pessoal. Tudo bem?
    Hoje eu vim trazer para vocês uma retrospectiva das melhores séries que eu assisti em 2017! Espero que gostem.

    1- Brooklyn Nine-Nine



    Essa com certeza foi uma das melhores séries que assisti em 2017, ela tem ação,  um pouco de drama e muita comedia.  Ela foca em grupo de amigos que trabalha na delegacia do Brooklyn, entre eles estão o Jake Peralta que é meio que o protagonista, Boyle, melhor amigo de Jake e também policial, Amy uma mulher toda certinha e que adora puxar o saco do capitão, Terry o Sargento do batalhão e pai de gêmeas, Capitão Holt e Gina, sua secretaria. Juntos eles passam para mais diversas confusões e também situações embaraçosas e que com certeza rendem muitas risadas a quem assiste.


    Resenha: Mentiras Como o Amor

    Audrey sabe que sua mãe está certa quando tenta salvá-la de si mesma. Ela sabe que tem sido injusta, por isso precisa, por seu irmão mais novo e por sua mãe, seguir em frente. Audrey tenta manter todos felizes. Juntos, eles estão em busca de dias melhores.
    A mãe de Audrey, à sua maneira, tenta ajudar a filha a controlar a doença para que ela possa encontrar um recomeço seguro.
    Então Audrey conhece Leo, mas ele torna a vida dela realmente complicada, pois essa amizade faz com que ela deseje ousar ser ela mesma, enfrentar a vida.
    Agora, Audrey precisará decidir: cuidar de sua família especialmente de seu irmão ou continuar sonhando com a vida que tanto deseja?
    Mentiras Como o Amor é deslumbrante e de partir o coração. É o novo romance de Louisa Reid, a autora aclamada de Corações Feridos.

    Audrey se muda com sua mãe e seu irmãozinho para a Granja e tal mudança é uma promessa de recomeço para os três. Por se sentir culpada por todos os problemas da família, como o acidente na antiga casa e a separação dos pais, ela faz de tudo para manter uma vida normal e fazer seu irmão, Peter, feliz. E na nova cidade acaba conhecendo Leo, seu novo vizinho. 

    Ele é um jovem que vive sem o carinho dos pais, que estão sempre em busca da perfeição da vida profissional. Mas graças a amizade de Leo, que é um dos poucos na escola que não a chama de louca, Audrey passa a querer cada vez mais experimentar uma vida da qual ela nunca teve, uma vida normal. Mas se sente presa por não conseguir se desprender de sua família e seguir seus sonhos ao mesmo tempo. Todos esse conflitos, somados aos ataques da “Coisa” deixam a vida de Audrey cada vez mais complicada.

    Top 10 - Melhores Séries de 2017

    Olá, tenho estado meio sumido daqui há um tempo, vida meio corrida, mas prometo tentar voltar a frequência que tinha antes hehe. Pra começar bem esse ano trago mais uma vez a minha lista de série favoritas de 2017, começando pelas séries que ao meu ver se destacaram muito no ano passado.

    1 - The Handmaid's Tale (O Conto da Aia)


    Essa foi uma série que do minuto em que vi já soube que seria bem difícil surgir outra que superasse, e acabei acertando. Apesar de muitos destaques, nenhuma outra série bate a qualidade desta. The Handmaid's Tale é uma série distópica que mostra um futuro em que as taxas de natalidade caíram terrivelmente e, temendo pelo fim da humanidade, o governo instaura uma ditadura motivada por cunhos religiosos criando um novo sistema. As mulheres férteis, chamadas de aias, eram separadas para a única função de engravidar. Recomendo ver esta série sem saber muito e se preparar para cenas tensas e chocantes e o pior de tudo é saber que essa realidade não é tão distante da nossa. The Handmaid's Tale está indicada ao globo de ouro, e venceu o grammy de melhor série de drama, dentre vários outros prêmios, simplesmente a melhor série do ano.

    Resenha: O Duelo dos Imortais (Deuses do Egito 0.5)


    Antes que Lily e Amon se encontrassem, antes mesmo que o caos dominasse o cosmos e os deuses precisassem de três irmãos corajosos para combater o mal, muita coisa já estava em jogo. Em O duelo dos imortais, vamos conhecer a história dos quatro irmãos que assistiam, com seus poderes especiais, o grande Amon-Rá no governo da Terra:
    Osíris, o generoso deus da agricultura, que ajuda os mortais a crescer e prosperar em seu ambiente natural.
    Ísis, a linda deusa da criação, que promove a saúde e o bem-estar.
    Néftis, a doce vidente, que mantém o equilíbrio entre os seres vivos e o universo.
    E por último Seth, o mais jovem, que cresceu desprovido de poderes e desprezado por todos.
    Quando, finalmente, os poderes de Seth se manifestam, que efeito sobre a humanidade terá a perigosa mistura de uma infância marcada pela rejeição, uma intensa paixão não correspondida e o incrível poder de desfazer coisas, pessoas... e até deuses?

    A série Deuses do Egito criado pela nossa querida Colleen Houck se tornou uma das minhas favoritas da vida, eu sei que tem leitores que não gostaram do segundo livro, eu não achei ele lá essas coisas, mas também não foi algo que eu odiei. Nesse precursor da nossa tão querida série, conhecemos mais a fundo os deuses que já apareceram nos outros livros e como suas ações desencadearam a realidade na qual Lily, Amon e seus irmãos se encontram.

    Esse livro tem um foco especial na relação de Seth, deus da destruição, com seus irmãos, ele é o mais novo dos irmãos e por isso seus poderes demoraram a aparecer, mas enquanto ele crescia ele via seus irmãos impressionado seu pai com as coisas que podiam fazer e ficou com inveja, ele queria a atenção, queria ser capaz de fazer as mesmas coisas que seus irmãos.

    Editora Arqueiro: Lançamentos de Janeiro

    Olá, pessoal. Tudo bem?
    Esse é o primeiro post de 2018 🎊! Espero que seja um ano de muito sucesso para todos e para começarmos o ano bem eu venho trazer as novidades da Arqueiro, tem para todos os gostos, de continuação de série até capa nova de Outlander!



    Em 1945, no final da Segunda Guerra Mundial, a enfermeira Claire Randall volta para os braços do marido, com quem desfruta uma segunda lua de mel em Inverness, nas Ilhas Britânicas. Durante a viagem, ela é atraída para um antigo círculo de pedras, no qual testemunha rituais misteriosos. Dias depois, quando resolve retornar ao local, algo inexplicável acontece: de repente se vê no ano de 1743, numa Escócia violenta e dominada por clãs guerreiros. Tão logo percebe que foi arrastada para o passado por forças que não compreende, Claire precisa enfrentar intrigas e perigos que podem ameaçar a sua vida e partir o seu coração. Ao conhecer Jamie, um jovem guerreiro das Terras Altas, sente-se cada vez mais dividida entre a fidelidade ao marido e o desejo pelo escocês. Será ela capaz de resistir a uma paixão arrebatadora e regressar ao presente?