Crítica: Westworld - 1ª Temporada

Certo, existe uma chance considerável de uma grande parte das pessoas ainda não conhecerem essa série, ela ainda não é tão famosa no Brasil pelo menos. Mas sinceramente acredito que deve acontecer como houve com Game Of Thrones, que de início não era tão conhecida, e hoje se tornou quase que difícil achar alguém que não conheça.

Westworld é baseada na premissa de um filme de mesmo nome lançado em 1973. A história se passa em um futuro tecnologicamente avançado e é centrada em Westworld, um parque temático que simula o Velho Oeste e é povoado por androides sintéticos apelidados de "anfitriões", que atendem aos desejos dos ricos visitantes do parque (apelidados de "recém-chegados" pelos anfitriões e de "hóspedes" pela gerência do parque). Os visitantes podem fazer o que quiserem dentro do parque, sem seguirem regras ou leis e sem medo de retaliação por parte dos anfitriões.

Acredito que a primeira coisa que me atraiu nessa série foi justamente essa premissa. Achei simplesmente genial a ideia de um parque que simula o velho oeste com androides. É até engraçado pensar que os seres humanos desse universo vivem em um mundo futurista em que a tecnologia provavelmente é capaz de realizar coisas incríveis e uma dessas coisas é justamente fazer um retrocesso, recriar uma vida que já não existe a muitos e muitos anos. E a produção como um todo soube desenvolver essa história de uma maneira tão incrível que sinceramente  fica difícil saber poder onde começar a crítica, mas decidi falar sobre os nomes envolvidos nessa produção.

 A série é desenvolvida por Jonathan Nolan e sua esposa Lisa Joy, se você reconhece esse nome, sim, você está certo, Jonathan é o irmão de Cristopher Nolan (Trilogia O Cavaleiro das Trevas). Mas não espere grandes semelhanças com o filme de 1973, a série possui uma identidade própria e um enredo muito bem traçado que acaba sendo diferente do filme, é como se os criadores pegassem a base do filme e explorassem ao máximo. O roteiro dessa série é sensacional, diálogos excelentes, personagens bem construídos e uma história envolvente do começo ao fim.
Nos primeiros episódios tive um pouco de dificuldade para me acostumar com a maneira que a história é contada e fiquei bem confuso, mas depois percebi que basicamente a intenção da série é realmente confundir o espectador em alguns momentos.


Agora, falando do elenco. Não nenhum ator ruim aqui, todos estão praticamente impecáveis em seus devidos papéis, mas claro, há aqueles que se destacam. Destaque para Anthony Hopkins, que fez um dos meus personagens preferidos na série, Anthony transmite mistério, sabedoria, poder, um auto controle incrível. Jeffrey Wright encarna talvez um dos personagens mais difíceis de se interpretar deste ano, Bernard é conflituoso, intrigado, e Jeffrey consegue transitar entre as emoções de forma brilhante. Evan Rachel Wood é Dolores, provavelmente a personagem centro do enredo, Evan fez um trabalho excelente, as mudanças de humor, de expressão, são incríveis. E Thandie Newton rouba a cena como Maeve, a princípio fiquei bem intrigado se a personagem ganharia mais destaque ao longo dos episódios, mas conforme a história se desenvolvia, ela se tornava ainda mais interessante, Thandie rouba atenção em praticamente todas as suas cenas e uma coisa legal é que Maeve convence outros personagens a ajuda-la mas ao fazer isso acaba convencendo o próprio espectador a concordar com ela (pelo menos eu fui convencido), simplesmente incrível. Não posso deixar de falar de Rodrigo Santoro, que não possui lá tantas cenas quanto outros atores, mas que fez um trabalho muito bom, eu diria que muito melhor que outros papéis anteriores.


A produção da série é ótima, tudo é muito bem detalhado, muito bem pensado, dá pra perceber que houve grande investimento. A direção também é muito boa, mesmo não tendo o mesmo diretor e todos os episódios, não percebi nenhum problema, e gostei muito de algumas soluções visuais. Quando comecei a ver a série, esperava uma cena em que algum personagem explicasse o processo de criação de um "anfitrião", mas a solução para isso foi bem menos óbvia, os anfitriões são feitos no fundo de várias cenas com paredes de vidro, portanto a explicação vem embutida nas próprias cenas, sem necessidade de didatismo.


A trilha sonora é muito boa, não há muitas variações, mas é bem dosada, marcante, e se encaixa muito bem na proposta. Conseguindo lembrar o velho oeste mas ao mesmo tempo ser futurista, já que a série se passa no futuro.

Westworld vem com a promessa de ser a próxima Game Of Thrones, e cumpre com isso. Tem um enredo f***, personagens muito bons, e é muito bem feita. Pra uma primeira temporada, ouso dizer que é até melhor que Game Of Thrones.

Conte nos comentários se já assistiu e o que achou!

Gustavo Matheus

11 comentários:

  1. Tô tentando me acostumar com a série ainda, como você esotu tendo dificuldades para me acostumar, não consigo entender direito ela, mas acho que se assistir novamente todos os episódios vai bem de boa.
    Beijinhos, Helana ♥
    In The Sky, Blog / Facebook In The Sky

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leva um tempo para acostumar, mas o final é tão incrível que da vontade de ver mais.

      Excluir
  2. Eu tenho uma lista enorme de séries que eu assisto, e outra maior ainda que pretendo assistir, e mesmo meus amigos me indicando bastante para assistir Westworld, eu não tenho muita vontade de assisti-lá. De séries que me deixam confuso eu já tenho muitas, mas fico feliz que você tenha gostado e espero que a série fique bem popular, para não ter risco de ser cancelada rs.
    Trouxa do Livro

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas ela só é um pouco confusa no começo. Quando as peças se encaixam e tudo faz sentido no final, é a melhor coisa kk

      Excluir
  3. Gustavo menino vi quando essa série estava para estreiar no HBO, mas acabei perdendo a data, depois com a correria do dia dia deixei para depois e logo vi todos falando bem da série e fiquei mega curiosa. Espero conseguir um tempinho esse mês para iniciar essa minha viagem por essa série que mistura passado e futuro e suas mil reflexões morais e éticas. Que bom que você gostou tanto. Adorei seu texto e a escolha das imagens.

    Leituras, vida e paixões!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É um pouco complicado de acompanhar mesmo. Espero que consiga assistir, obrigado <3

      Excluir
  4. Nossa melhor do que Game of Thrones? Preciso assistir então! Legal que eles mesclam a realidade futurística com um toque do passado né? Essa coisa de velho oeste com androides deve ser bem peculiar. Mas está assistindo aonde? Ta no Netflix? Fiquei com vontade de acompanhar agora.

    beijinhos

    https://leiturize-se.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A Série ainda não chegou a Netflix, e dificilmente vai chegar, já que a HBO não tem contratos com a Netflix. Mas ela está disponível no HBO GO, o serviço de streaming da HBO.

      Excluir
  5. Eu ando mais do que atrasada com as séries que acompanho, então quando vejo uma indicação de alguma série que eu não conheço, minha primeira reação é "não tenho tempo para mais uma"...
    Com isso posto, achei a ideia da serie interessante, mas ao mesmo tempo não sei se seria para mim - sou daquelas que se o primeiro episódio não me ganha ou se ele me deixa confusa eu já logo largo de lado...
    Se bem que só assistindo para ver se ela me ganharia ou não, né?
    Adorei a postagem, e confesso que fiquei bem curiosa para conferir a trilha :)
    Beijinhos,
    Lica
    Amores e Livros

    ResponderExcluir
  6. OI Gustavo! ^^
    Pelo título eu não havia reconhecido a série, mas quando comecei a ler sua critica percebi que sim eu já havia escutado e lido sobre ela em algum blog que também falou super bem. Tenho interesse na história, mas sou do tipo que quando vicio na série paro tudo que estou fazendo, então não estou olhando séries enquanto eu não ler boa parte dos livros que adquiri ano passado! kkkkkkkkkkkkk Mas sim acho a premissa da série muito mais legal que de Guerra dos Tronos! \o/

    ResponderExcluir
  7. Olá Giovana a série parece bem legal, mas eu tenho um problema em acompanha-las, gosto das dicas por que quando tenho tempo eu vejo, mas são tantas que fico perdida. Mas é sempre bom ter opinião sobre e escolher uma para assistir. bjs

    ResponderExcluir