Resenha: Cartas Para Você

Olá pessoal, tudo bem?
Hoje temos a resenha de um livro nacional que é emocionante.



A história retrata a vida de Georgia Castro, uma menina mulher em seus vinte e dois anos que acabou de perder o pai. Inconformada com a morte de seu pai - e também melhor amigo, Georgia entra em depressão. Sua psicóloga aconselha-a a escrever para o seu pai ou manter um diário pois Georgia gosta muito de escrever. A partir daí, Georgia começa a escrever cartas para a Aceitação, pedindo para que ela bate à sua porta.
As cartas são uma espécie de diário e Georgia trata a Aceitação como sua confidente. Ela conta sobre a história de amor de seus pais, sobre a história de sua família, o falecimento de seu pai e as intrigas em família que decorreram do falecimento.
Além da questão familiar e do processo de luto, Georgia também desabafa sobre sua vida amorosa, pois o cara de quem gostava não quis mais ficar com ela após a morte de seu pai. Com mais essa perda, ela começa a lembrar do péssimo ex-namorado que marcou muito a vida dela e da sucessão de casos amorosos mal sucedidos depois dele.
Tentando seguir a vida, Georgia termina a faculdade de Economia e conta sobre a formatura, o primeiro emprego, suas saídas com os amigos e novos amores.
Basicamente, Cartas para você conta o processo de superação da morte de seu pai, sobre amadurecer e confiar em si mesma para tomar as decisões e acima de tudo, voltar a viver mesmo sentindo saudade.

Eu fiquei muito feliz quando recebi a proposta de parceria com a autora, eu já tinha visto alguns comentários a respeito do livro, então estava bem curiosa para poder conferir a historia. E confesso que me emocionei bastante lendo os relatos da Georgia, eu pude sentir a frustração e melancolia dela, e isso foi incrível, pois assim eu pude me envolver mais com a historia e com a personagem principal. 

O livro é narrado em formato de cartas, embora se encontre alguns diálogos espalhados no livro. A Georgia começa escrever cartas endereçadas a Aceitação, pois ela não sabe onde ela está mesmo depois de todo esse tempo, ela tem se sensação de que todos tem conseguindo seguir em frente, menos ela, então ela desabafa nessas cartas. Ela narra desde quando seus pais se conheceram, passa pela sua infância, o acidente que ela teve, as cirurgias de seu pai, a morte do mesmo, e depois seu dia a dia depois do ocorrido. Acompanhamos a vida dela e todas as suas inseguranças, seus ataques de negação e seus relacionamentos, e o modo como ela vai tentar superar tudo isso.  

Eu admito que gostei muito da escrita da Duda, achei que a leitura fluiu muito bem, e a personagem principal é uma garota admirável, ela é um tanto quanto melancólica, mas entendemos porque ela está assim, pois para ela o pai era o centro de seu universo, seu super-herói, e perder ele foi um baque bem grande. Mas podemos perceber que ela também tem um relacionamento bom com sua mãe e irmã, principalmente depois do ocorrido, e elas vão ser uma parte fundamental para ela se reerguer. 

Eu tenho certeza que tirei grandes lições desse livro, como dar mais valor a família, aproveitar os momentos com eles, tentar ver o lado positivo das coisas, e a nunca desistir. Com certeza a Duda mandou bem nessa historia, eu me emocionei bastante lendo os relatos da Georgia, e adorei poder acompanha-la. 

A edição está bem simples, mas eu gostei muito dos detalhes e da diagramação, e acredito que a capa representa exatamente o conteúdo do livro.


" O fato é: sinto que cartas são chiques, dramáticas e despretensiosas. E eu me sinto assim: embora mais dramática do que chique e despretensiosa. "


Editora: Novo Século
Autora: Duda Razzera
Páginas: 214

Livro no Skoob

Facebook: Duda Razzera


Espero que tenham gostado.
Um grande abraço e até a próxima.

15 comentários:

  1. Oi, não conhecia o livro, mas a premissa é muito boa, tenho certeza que esse livro é cheio de mensagens.
    Abraços.
    http://litaralmentelivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi Giovana!
    Nossa, perder alguém querido é muito terrível. Imagino cada carta que Georgia escreveu, a dor que sentiu, mas ao mesmo tempo e alívio de desabafar, mesmo com um diário de cartas. Deve ser uma história linda de superação.
    Abs!

    Participe do nosso Top Comentarista!

    ResponderExcluir
  3. To muito curiosa para ler este livro e parte desta minha empolgação é exatamente pelo que você falou na resenha: um livro que fala sobre a família. Quero conferir e acho qe irei me emocionar!!!
    Meu Amor Pelos Livros
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Ual, não conhecia. Depois da sua resenha já fiquei doida pra ler o livro. Deve ser muito difícil pra Geórgia aguentar tudo isso, e um ótimo assunto pra ser falado, e família sempre é a base de tudo. Espero ler o quanto antes.

    Beijos
    www.apaixonadaporleiturass.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Oiiiii


    Não conhecia esse livro ainda, mas pelo que vi é uma estoria e tanto. Adoro livros que abordam relacionamentos familiares, e a personagem parece ter amor de sobre por eles.
    Já adicionei a minha lista *------*


    bjos

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oi!!!
    Gosto dos livros que consigo tirar uma liação para a vida e pela resenha ela passa exatamente isto lição. emoção e envolvimento. Espero ter a oportunidade de ler.

    Beijos
    Carla Fernanda
    http://livrosqueliblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oie!
    A proposta do livro é interessante, principalmente por trazer bons momentos de reflexão. Mas não é um livro que estou procurando no momento... vou deixar para uma outra para ler esse livro.
    Bjks!

    ResponderExcluir
  8. Não é a primeira resenha desse livro que leio e a cada resenha minha vontade vai aumentando. Achei a história super interessante e gosto muito de histórias familiares densas e principalmente, que nos ensinam grandes lições. Super preciso desse livro!
    Parabéns pela resenha.
    Bj
    www.viciadosemleitura.blog.br

    ResponderExcluir
  9. Olá, eu já conhecia o livro e tenho uma curiosidade com ele. Não sei bem o que esperar do livro, não sei se eu gostaria ou não, mas o enredo me desperta interesse. O fato de ser narrado em formato de cartas é que me deixa com esse receio e mesmo você falando que tem diálogos eu fico com a impressão de que a leitura pode demorar a fluir. Pela sua resenha, pude perceber que você gostou muito do livro e como você falou, tirou lições dele e é isso que me deixa interessada na obra, certamente encontrarei muitas reflexões e o fato desse formato de cartas, provavelmente não vai atrapalhar.

    ResponderExcluir
  10. Também recebi proposta de parceria da autora e estou lendo o livro no momento. Tipo as coisas estão acontecendo diferente comigo, a leitura não está fluindo muito bem. Acho que a personagem não é apenas melancólica, mas também irritante e egoista.
    É um livro cheio de lamentações, mas é um livro também bom. Com muitas reflexões e a escrita da autora é realmente boa.
    Espero que ao final do livro tudo melhor.
    ótima resenha

    ResponderExcluir
  11. Oi, que amorrrr,,
    não conhecia o livro nem a autora mas olha, adorei o estilo assim, de cartas!!! achei tão fofo...

    hehe

    a capa é simples né, mas chama atenção justamente por isso...

    legal e parabéns pela resenha!!!!

    bjs

    ResponderExcluir
  12. Esse é o tipo de livro que me agradaria e muito ler. Gosto quando aprendemos com os personagens e também gosto do estilo carta: em primeira pessoa, mais direto, mais emocional.
    Acho que até certo ponto ele também supre nossa curiosidade como seres humanos, sendo a carta algo tão privado e com a gente tendo acesso a tais pensamentos e sentimentos.

    ResponderExcluir
  13. Adoro essa premissa de livros em formatos de cartas pois dá uma sensação de relatos mais íntimos do que o protagonista está passando, e é interessante ver a vida da jovem começando a sua aceitação da perda. Já a capa mesmo tendo um traço bem bonito eu achei ela meio simples.

    http://deiumjeito.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Olá!

    Muito obrigada pelo carinho e pela resenha!
    Fico muito feliz que tenha gostado da história e que conseguiu tirar lições dele. Não poderia pedir por mais! <3

    Um grande beijo! :*

    ResponderExcluir
  15. Conheci esse livro na bienal.... na verdade através de um marcador dele e fiquei curiosa. Pela sua resenha tive a sensação de que é um livro que vale a pena dar uma chance, ainda mais pela posibilidade de aprendizado que ele trás.
    Está na lista de leituras, com certeza!
    Beijinhos,
    Lica

    ResponderExcluir