Resenha: Entrelace

Olá pessoal, tudo bem?
Hoje eu trago a resenha de um livro que conseguiu me tocar bastante, ele fugiu dos clichês que eu estou acostumada a ver nesse tipo de livro, ele simplesmente conseguiu me encantar.






Entrelace: Caminhos que se cruzam ao acaso - Um homem. Uma mulher. Aparentemente desconhecidos, separados por quilômetros de distância, mas unidos pelo amor ... Destinos entrelaçados pelo acaso, mas implacavelmente afastados pelo preconceito... Amor e preconceito digladiando-se num profundo e intenso embate... Será o amor capaz de vencer o preconceito? Ou o preconceito será capaz de subjugar o amor presente no coração de uma mulher?








Entrelace narra a historia de Ana Carolina e Henrique, os dois mantem um namoro virtual a cerca de dois anos, em um certo dia os dois resolvem se encontrar, quando chega o grande momento Carol esnoba Henrique por ser cadeirante, o acusando de a ter enganado e a fazer amar um homem que nunca existiu, porém Henri afirma que enviou um e-mail a uma ano atras informando que era um cadeirante e ainda enviando uma foto junto, porém Carol não da ouvidos, ela estava tão transtornada que o insultou muito e em seguida foi embora. Mas o destino é traiçoeiro e assim que Carol volta a trabalhar depois das festas de fim de ano, ela descobre que seu novo chefe não é nada mais nada menos que o Henrique.  Mas ele não gosta de misturar as coisas pessoais com profissionais e durante o trabalho finge que nada aconteceu, porém não vai ser fácil para ambos essa convivência. Ele guarda um pouco de magoa pelas palavras proferidas por Ana Carolina, mas ao mesmo tempos sente uma atração quase incontrolável. Ela está magoada, ressentida e com raiva por ele a ter enganado, porém sente algo muito forte por ele, algo que ela não consegue definir. Sera que ela ira conseguir se livrar das amarras do preconceito e tentar viver esse amor, e o Henrique? ele vai a perdoar por tudo o que ela disse?

Eu vou confessar que não sabia o que esperar do livro, eu estava tão cheia de clichês que fique adiando ao máximo essa leitura mas chegou um ponto que eu bati um pé e decidi que Entrelace seria a minha próxima leitura e não me arrependi de maneira alguma, a Diana conseguiu criar uma historia repleta de detalhes, personagens reais e cativante, cada qual com qualidade e defeitos, a leitura do livro fluiu tão facilmente que não demorei a terminar o livro apesar dele possuir muitas paginas.

Os personagens são fantasticos, eu fiquei surpresa o quão humano Henrique era. Ele apesar de cadeirante tem uma força de vontade e uma independência enorme. Ele é bastante educado mas as vezes não leva desaforo para casa, sempre que vê uma pessoa o julgado pelo seus estado físico ele procura explicar que não é bem assim e que ele tem uma vida normal como qualquer outra. O Henrique é autentico, decidido e apaixonado. Seu amor por Ana Carolina o fez a perdoar diversas vezes mesmo ele estando profundamente magoado, ele é um amor de pessoa e a autora não poderia ter criado protagonista melhor.

Ana Carolina ou Carol é a nossa protagonista feminina, ela quando concordou em se encontrar com Henrique tinha grandes expectativas em relação a ele, porém assim que o vi ela entrou em estado de choque e proferiu diversas palavras maldosas mesmo sentindo algo em relação a ele. Ela é uma personagem extremamente difícil, ela não consegue se livras das amarras do preconceito e tentar viver um grande amor, mas ela vai amadurecendo ao longo do livro e isso foi algo bem interessante de se ver.

Depois que eu terminei a leitura do livro eu passei a prestar mais atenção ao meu redor e me surpreendi com o que vi. O Brasil é um lugar que tem uma mistura surpreendente de pessoas, se você for para para ver somos todos diferentes não tem ninguém igual, todos temos os mesmos direitos e ninguém é melhor que ninguém. Além de trazer uma historia de amor linda a Diana conseguiu entrar no fundo do meu coração e a me fazer repensar diversos assuntos, ela de uma formar conseguiu me fazer um pouco mais humana. Eu amei muito o livro e recomendo esse livro para todas as pessoas, venha ler e seja feliz.

"A diferença, seja ela qual for, não é uma aberração. É apenas uma forma mais perceptível de demonstrar que, na verdade, a regra, a normalidade é a diferença, e não, o padrão, pois ninguém é igual." 

'... a deficiência não precisa- e não deve - se encarada como um obstaculo para se atingir a felicidade."



Editora: Baraúna
Autora: Diana Scarpine
Paginas: 660
Nota: 5/5

Livro no Skoob

12 comentários:

  1. Oi, Giovana.
    Não conhecia o livro e nem a autora, mas parece ser mesmo muito bom. Traz uma temática bem atual e pertinente, relacionamentos via internet. Fiquei curioso para saber como é que os personagens lidaram com essa nova realidade deles, no trabalho, depois de ter acontecido o que aconteceu.

    Beijo,
    João Victor - Amigo do Livro
    http://amigodolivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oie ^^
    Vi esse livro em algum lugar, mas não lembro onde. A história me deixou de boca aberta, eu iria morrer de vergonha que ao saber que meu chefe era tal pessoa.Mas o mundo infelizmente é assim, o maldita midia, para vc ser feliz tem ser magro ou monstro....Com certeza vou ler o livro pq ver qual é o final ^^
    Otima resenha
    http://contodeumlivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Olá.
    Um enredo que nos faz pensar e repensar tem um diferencial, além do mais traz um assunto realista e atual, já me interessei.
    Acho que nunca vi esse livro, mas vou aceitar sua dica.

    Beijos.
    Leituras da Paty

    ResponderExcluir
  4. Oi, Giovana. Não conhecia o livro e conforme fui lendo a sinopse, fiquei com o mesmo receio que você, que a história fosse cheia de clichês. Que bom que você se surpreendeu quanto a isso! Bom saber que a autora fugiu disso e criou uma história original, trabalhando bem a questão. Me interessei pela história, mas ainda tenho um pouco de medo dessa protagonista, que parece ser uma pessoa horrível haha Espero mesmo que ela se transforme durante a obra! Beijos!

    www.viagensdepapel.com

    ResponderExcluir
  5. Oie! Não conhecia o livro, mas aparenta ser um livro muito bom! Mas por hora creio que eu não o leria!
    Bjs, www.resenhasteen.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Gosto quando uma obra faz o leitor parar e começar a observar a sociedade,eu admiro o autor que consegue esse efeito.
    Eu não conhecia o livro,mas adorei o que você analisou,fiquei bem curiosa como será tratado esse amor cheio de preconceito!
    Parabéns pela resenha Giovana!!!
    Beijos Pão de Queijo.

    ResponderExcluir
  7. Gosto quando o livro faz o leitor refletir sobre a sociedade em que vive, e parece que este foi o seu caso com o livro.
    Dica anotada

    bjos
    Pah
    Lendo e Escrevendo

    ResponderExcluir
  8. Oie, tudo bom?
    Eu fiquei encantada com a premissa dessa história. Nossa, só na sua resenha eu já fiquei com raiva dessa Ana Carolina...que raiva dela. É um livro que discute assuntos sérios e com certeza deve levar o leitor a uma reflexão.
    Beijos,
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. A história de Ana e Henrique realmente nos faz pensar em algo clichê, mas pela sua resenha deu para perceber que os personagens foram muito bem estruturados e a leitura acaba se tornando envolvente e cativante.
    Não é um livro que eu leria, mas vou anotar a dica para a minha esposa.

    Abraço,
    Diego de França
    Leitor Sagaz

    ResponderExcluir
  10. Giovana, saudações!

    Linda resenha! Obrigada!

    Abraço,

    Diana Scarpine.

    ResponderExcluir
  11. Oiiii Giovana,

    Achei a história super interessante, fiquei com vontade de ler :)
    Parabéns pela resenha.
    Beijos querida.

    http://ateliedoslivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Olá tudo bom?
    Não conhecia a obra nem a autora mas logo de início da sua resenha fiquei intrigada com a história e curiosíssima para lê-la. To ficando curiosa pra ler tantos livros ultimamente rsrs.
    Beijos

    http://www.cantodelivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir