Resenha: Destinos de Papel

Rebeca tem algumas regras que sempre costuma seguir à risca. Ou melhor, quase sempre.
Bem, na verdade, seguir regras não é exatamente o seu forte.
Com o coração partido por um trauma do passado, ela vive a vida como se não houvesse amanhã, nunca se apegando a ninguém e sem se preocupar com seu futuro.
Mas tudo muda quando consegue estágio de Psicologia em uma grande escola, passando a ser uma espécie de conselheira para os alunos. Uma grande ironia, uma vez que ela sequer consegue aconselhar a si mesma. Sua principal paciente, Júlia Nakagawa, é uma garota-problema que detém o estranho dom de prever o futuro ao tocar nas pessoas.
Mas não é apenas Júlia que entra na vida dessa jovem desmiolada. Um grande amor também se faz presente, abalando suas estruturas e fazendo com que sejam desrespeitados os limites que ela mesma impôs para si.
Porém, Júlia parece conhecer um segredo que pode mudar a vida de muitas pessoas, inclusive a de Rebeca. Para sempre.

Sabem aqueles livros que você pega com despretensão e que no final acabam te conquistando e envolvendo? Destinos de Papel foi um desses livros. Eu comecei a leitura durante a noite, tendo fé que quando desse o horário eu iria dar uma pausa na leitura e iria dormir (inocente), mas a história me envolveu de tal maneira que eu não conseguia parar, e sim só devorar páginas e mais páginas do livro. Eu precisava saber o que iria acontecer com a Júlia, Rebeca e com o resto dos personagens.

O livro narra a história de Rebeca, uma jovem que leva a vida com muito humor e animação, mas que no fundo esconde feridas profundas de um trauma do passado. Ela está no primeiro ano de psicologia, e também desempregada, mas eis que surge sua melhor amiga, que é uma psicóloga renomada e que conseguiu uma entrevista para ela como estagiária em uma das escolas mais renomadas da cidade.

Sem demora ela comparece a entrevista, e mesmo contrariando as suas expectativas ela é aceita, e logo começa a cuidar de alguns casos aleatórios (brigas, discussões, etc.), e também de um "caso especial" a aluna Júlia Nakagawa. Ela se compara a lenda japonesa do Satoru-kun, que é uma criatura que habitava o inferno e que tinha consciência do passado, presente e futuro. Além de ser uma aluna problemática que sempre se envolve em brigas com os professores e alunos, e também já foi pega furtando.

Rebeca no início tem certeza que isso é tudo história, mas Júlia fala sobre o passado dela, e acontecimentos que ela não poderia saber. Com isso Rebeca não sabe exatamente no que acreditar, e para complicar ainda mais a situação, ela começa a se envolver com o irmão da Júlia. Um rapaz que é muito educado, amoroso e preocupado com a irmã, e que de certo modo meche um pouco com ela.

"Ter a vida de alguém em suas mãos. Acho que não pode existir nada que seja mais desesperador do que isso. Uma fraqueza, um descuido, e tudo se acaba. Pela segunda vez eu entendia as pessoas que dizem que a vida é muito frágil." 

Os personagens foram criados e desenvolvidos com mestria pela autora, eu consegui sentir o que eles sentiam, me apeguei a eles e internamente torcia para que tudo ficasse bem. Mas, como nem tudo são flores, também teve aqueles que levaram a minha antipatia. 

A Júlia no início foi uma delas, com aquele jeito grosso e meio violento. Mas no decorrer da história percebi que tudo aquilo era um escudo para se proteger, para não se apegar as pessoas ou se machucar. E depois disso ela acabou sendo uma das minhas personagens favoritas.

Rebeca logo no início já foi me conquistando, ela vive a vida como se não houvesse amanhã, diz o que tem vontade e aproveita todos os momentos. Aparentemente ela é uma pessoa leve, descontraída e que não quer se apegar a ninguém, mas isso tudo é resultado de uma grande perda que ela teve no passado.

Lucas é o irmão da Júlia, logo na primeira vez que ele aparece já me arrancou suspiros. Ele é carinhoso, cavalheiro, amoroso... simplesmente apaixonante. Uma das coisas que eu mais gostei nele é que apesar de todos os obstáculos que a irmã coloca entre eles, ele sempre está lá para tentar a ajudar, o amor fraternal deles é lindo. 

Temos personagens secundários maravilhosos como a Tia Rosa, que trabalha na escola e que sempre está ali para ajudar a Rebeca e os alunos. O Chris que é o psicólogo da escola, e que apesar de não aparece muito é uma parte fundamental da história, assim como a diretora Fernanda e Laura, que é a melhor amiga da Rebeca. Temos também a inspetora Monica, que eu com certeza não simpatizei, e tenho certeza de quem ler irá me entender.

"Aprendi que nossos destinos estão, sim, previamente traçados. Mas não são feitos de aço. São como delicadas e maleáveis folhas de papel. E, nela, podemos traçar rascunhos antes do texto final. Podemos riscar, rasgar, rasurar, dobrar, emendar...desde que tenhamos paciência e perseverança."

A leitura do livro foi uma delícia, eu já conhecia a autora por causa de algumas divulgação das obras dela no Facebook, mas nunca tive a oportunidade de ler nada dela. E eu me arrependo, pois a escrita dela é simplesmente incrível, ela fala sobre assuntos sérios como o bullying, suicídio, traumas e perdão. Mas ao mesmo tempo que temos um livro sério, contamos com várias cenas engraçadas por parte da Rebeca, que é uma comédia ambulante, e isso acaba quebrando um pouco a tensão da história, tornando tudo mais fácil de se ler. 

A parte física do livro está incrível. Eu estou apaixonada nessa capa, com certeza é uma das mais bonitas da minha estante e a diagramação por dentro está perfeita. A cada início de capítulo contamos com o desenho de um Tsuru em cima do número do capítulo, as letras estão de um tamanho grande o que facilita a leitura não cansando as vistas e eu não encontrei nenhum erro de revisão. Em suma, esse livro é perfeito e entrou para a minha lista de favoritos ♡.


     Editora: Qualis || Autora: Luciane Rangel || Páginas: 278 || Skoob || Onde Comprar




22 comentários:

  1. Ola
    Eu não conhecia esse título, mas parece ser uma premissa interessante, sem contar que achei a capa bem bonita. Imagino, depois de ler suas impressões, que deve mesmo ser uma leitura bem envolvente e eu adoraria poder conferir também!
    Beijos, F

    ResponderExcluir
  2. Olá,

    Desde que vi a capa do livro eu fiquei interessado por ele, após ler o enredo apresentado por você esse interesse só aumentou. Eu gosto de personagens que transparecem ser uma coisa, mas carrega um sentimento doloroso consigo mesmo, é bem bacana vê essa batalha interior e é mais legal ainda quando ele ganha essa batalha. Esse seria um livro que eu leria com muita facilidade, eu não o conhecia, mas fiquei fascinado! ♥

    → desencaixados.com

    ResponderExcluir
  3. Adorei a capa e a sua resenha, a premissa me parece boa, super interessante, fiquei bastante interessado.
    Abraços
    www.aluado.com

    ResponderExcluir
  4. Oiii!!!
    Achei a capa bem bonita também. É o tipo de história para nos fazer refletir sobre a vida. É tão bom quando um livro nos prende, aconteceu comigo essa semana. Fico pensando em como a Rebecca conseguiu ligar com a Júlia. Deve ter sido bem dificil, principalmente depois dela conhecer o irmão da garota e se interessar por ele. Parece ser uma história realmente empolgante.
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. A sua resenha me deixou muito curiosa em saber como a autora administrou tantos temas sérios dentro da narrativa e os seus elogios me deixaram mais que interessada na obra.
    Valeu demais pela dica!!!
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Oi tudo bem?
    eu não conhecia a autora e nem o livro, mas gostei bastante da proposta do livro e da resenha, fiquei com muita vontade de conhecer a obra
    bjos

    ResponderExcluir
  7. Oie Gih!

    Guria que capa linda esse livro tem! Amei ela, e aparentemente o livro é muito bom, irei anotar a dica para quem sabe realizar a leitura futuramente, agora estou mais numa vibe louca de fantasia e dificilmente leio outra coisa, mas a dica ta anotada!

    Bjss

    ResponderExcluir
  8. Olá!
    Ao ver a capa e ir lendo a sinopse, a primeira coisa que me veio à cabeça foi "Esse é um daqueles livros que eu teria adorado encontrar na biblioteca da escola numa aula vaga!". Gostei bastante da história e os personagens me parecem bem cativantes. Além de ter toda uma autenticidade juvenil.
    Adoraria poder ler algum dia!
    Beijos~

    ResponderExcluir
  9. Olá!! :)

    Eu não conhecia este livro, devo confessar, mas gostei de ler a resenha e saber que ele tem qualidade, na parte exterior e interior.

    QUe bom que existem temas tao sérios e abordados com respeito, mas ao mesmo tempo existam momentos engraçados! :)

    Boas leituras!! ;)
    no-conforto-dos-livros.webnode.com

    ResponderExcluir
  10. Oi.
    Eu não conhecia a autora, mas achei a premissa da história bem interessante.
    Isso acontece comigo as vezes também, começo a ler um livro sem pretensões, achando que vou parar hora que quiser... Grande inocência, quando vejo o livro acabou e já está amanhecendo.
    Isso é coisa de viciado... kkkk
    Adorei a resenha, principalmente pelo fato de o livro tratar de assuntos sérios, mas a autora conseguir deixar leve por conta dos toques de humor.
    Fiquei interessada e pretendo ler.

    ResponderExcluir
  11. Olá!
    Eu ainda não conhecia a autora e nem a obra, mas adoro obras que nos fazem passar noites em claro lendo hahaha Adorei a sua resenha e fiquei morrendo de vontade de ler, ainda mais porque os personagens foram bem construídos, como você disse. Adorei a sua dica de leitura!
    Beijos.

    ResponderExcluir
  12. Oi!

    O livro me pareceu ser bem bonitinho e gostosinho de ler. Fiquei feliz ao saber que a autora conseguiu passar as mensagens, fazer o leitor sentir o que os personagens sentiam, valorizo muito isso. Eu com certeza anotei a dica, porque realmente, fiquei interessada. :D

    Parabéns pela resenha.
    bjs

    ResponderExcluir
  13. Olá Giovana, tudo bem?

    Eu não consegui gostar logo de cara da capa. Sério. Acho que só por este fato, mesmo que o enredo seja maravilhoso, não vou conseguir encarar a leitura. Mas passarei a dica para algumas amigas, pois elas amam o gênero que ele foi escrito.

    Beijos

    ResponderExcluir
  14. Olá, Giovana

    Eu já não gostei da capa, mas achei o enredo interessante, principalmente esse negócio de satoro-kun, que é algo que não conheço e que, se for bem explorado, pode ter rendido passagens interessantes. Outra coisa bacana é a abordagem de assuntos importantes, gosto bastante. Então acho que leria se tivesse oportunidade.

    Beijo

    ResponderExcluir
  15. Oi, tenho que confessar que a capa não é algo que me chama muita atenção, mas a história por outro lado me atraiu. No inicio tenho que dizer que achei que era apenas algo bobo e sem graça, mas depois quando eu vi a história da menina sendo ligada com essa lenda e com o fato de que ainda tem um romance? Realmente deve ser uma história bem legal e que te prende e me deu vontade de ler. Gostei da dica porque nunca tinha ouvido falar e realmente parece ser bom.
    Um beijo
    www.brookebells.com

    ResponderExcluir
  16. Olá!
    Que bom que gostou da leitura.
    Fiquei curiosa para saber que trauma foi esse vivido por Rebeca. Já de cara senti uma afeição enorme por ela também.
    Quanto a Júlia... a adolescente revoltada, fiquei curiosa para saber o porque dessa revolta toda. E o irmão dela parece um fofo.

    ResponderExcluir
  17. Oie, tudo bem? Te confesso que a primeira vista não seria um livro que chamaria minha atenção e, assim como você, eu pegaria pra ler antes de dormir hahaha essas leituras despretensiosas são as que mais surpreendem né? Eu achei a premissa bem interessante, fiquei bem tentada a ler e saber o que aconteceu com a rebeca! Bjosss

    www.porredelivros.com

    ResponderExcluir
  18. Oii Giovana, tudo bem? Gostei muito da sua resenha! Não conhecia a obra e adorei vê-la aqui! Que bom que gostou tanto da leitura e entrou para os favoritos. Achei a premissa ótima e acho que iria amar também :D Dica anotada!
    Beijos

    ResponderExcluir
  19. Oi.

    Já conhecia esse livro, não consigo me lembrar onde o vi vi pela primeira vez. Mesmo lendo novamente uma resenha dele, não consigo me interessar por ele. Mais uma vez passarei a dica.

    ResponderExcluir
  20. Oi, tudo bem?
    Eu não conhecia esse livro ainda e confesso que sua resenha me animou muito, ainda mais que o livro tem essa pegada mais adolescente. Fiquei bem curiosa para conhecer mais dos personagens e da trama, estou precisando de um livro que traga essas propostas no momento e acredito que ele seria uma boa pedida. Ótima resenha!

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/

    ResponderExcluir
  21. Olá
    ainda não conhecia o livro, muito legal, gostei da capa e de saber que é uma delicia de leitura. A proposta está muito interessante, acho que seria uma bela opção para fugir dos que tenho lido no momento então a dica está anotada, parabéns pela resenha

    beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  22. Primeiramente achei a capa do livro linda e a história realmente chamou minha atenção, que legal focar numa lenda japonesa, gostei de ter puxado para esse lado oriental mesmo não sendo um quadrinho japonês, uma história que com certeza eu quero conferir.

    ResponderExcluir