Resenha: Hunter


Não existem heróis, tampouco vilões.
Por trás de atos raivosos e atrocidades tenebrosas, há sempre uma verdade triste. Ninguém consegue mascarar a maldade que há dentro de si, por muito tempo. Hunter, O caçador de monstros, conta a história de Nicholas Blanco - um adolescente comum, com objetivos comuns e aparência mais comum ainda - que se depara com uma verdade surpreendente sobre seu passado e a confirmação que pode ser e fazer muito mais do que o que sempre imaginou para o seu futuro. Conta também a história de Ramon Blake, um jovem caçador no passado, que teve o amor de sua vida brutalmente arrancado de si e se deixou dominar pela dor e pelo ódio. Essa é uma história sobre caçadores que descobrem ser tão ou mais horríveis que as próprias criaturas que caçam.



Eu sou suspeita para falar sobre livros de fantasia que envolvam vampiros, lobisomens e afins, pois sou apaixonada. Mas eu sempre conheci a historia deles através da perspectiva desses seres, e foi a primeira vez que tive a oportunidade de conhecer o outro lado da historia.

A historia é narrada em primeira pessoa sob quatro pontos de vista, sendo que no decorrer da historia nos conhecemos a fundo a historia de cada um deles. Nicholas é um garoto que tem uma vida pacata, vai a escola, tira notas ruins e tem dois melhores amigos. Ele mora com sua tia, pois seus pais morreram de maneira violenta quando era pequeno, tudo estava seguindo de maneira comum, até que Jason, um de seus melhores amigos decide que vai atrás do pai desaparecido. E como ele não quer levar sua irmã mais nova, que inclusive também é amiga de Nick, ele o convida para ir até o México para tentar descobrir algo. Mas quando eles chegam lá descobrem um mundo totalmente novo, os seres que antes pensavam pertencer a historia de terror, eram reais, e a família de ambos eram de uma longa geração de caçadores, e agora eles iriam ser treinados para ser também. Em paralelo nós temos outras tramas como a do pai de Jason, Ramon, e também a historia de Richard, mas tudo está conectado. 

" Não existe irmandade nos momentos de fúria. É cada um por si, demonstrando da melhor forma possível as suas habilidades e técnicas de sobrevivência."

Ultimamente eu tenho tido o prazer de encontrar livros em que os personagens secundário são bem desenvolvidos, e com "Hunter" não foi diferente. 

Nicholas ou Nick é um personagem que eu me identifiquei muito, ele leva uma vida calma, mas de repente ela vira de cabeça para baixo. O que eu mais gostei nele, é que ele não é daqueles que segue o "fluxo", ou seja, não faz as coisas porque todos estão fazendo, ele tem que querer fazer. As passagens que ele narra são as minhas favoritas, ele tem uma personalidade forte e é cuidadoso com quem ama e assim, o Nick acabou se tornando meu personagem favorito. 

Jason é um personagem que na minha opinião não teve muito aprofundamento, mas pelo pouco que vimos, podemos perceber que ele é um menino bastante popular, assim como a irmã e ao contrario de Nick. Ele é carinhoso e protetor com a sua irmã, e apesar do Nick ter uma amizade mais forte com a Sara, que é sua irmã, eles se dão muito bem. Eu acredito que o Jason será melhor desenvolvido no próximo livro, principalmente pelo aconteceu com seu personagem ao final desse livro.

Sara é considerada uma garota fácil, afinal ela já ficou com mais da metade da escola. Isso incomoda e muito o Nick, pois ele gosta dela, mas mesmo assim os dois mantem uma amizade forte. Ela é um garota um tanto quanto irresponsável, mas sabe lutar com unhas e dentes quanto precisa. Devo dizer que eu nutri um pouco de antipatia em relação a ela, pois não concordo com seu jeito de agir e nem de pensar. 

Ramon é o pai de Sara e Jason, no passado ele foi apaixonado por um ser humano "normal" e isso é proibido, pois caçadores só devem se envolver com caçadores, e ela acabou sendo morta, mas não antes de gerar uma criança. Contudo, essa criança por ser mestiça não tem poderes, e era inútil ao clã, então para ela não ser morta, Ramon fez um acordo, ele se casou com uma caçadora e teve um outro filho, um "puro" que iria lutar no lugar do irmão. Mas ele nunca esqueceu do que aconteceu a mulher que ele amou, e agora mais do que nunca está procurando vingança.

Nós temos muitos personagens secundários incríveis, e os que eu mais gostei foram os gêmeos, que são engraçados e ótimos amigos. Contudo, eu senti muita antipatia por outros personagens, que eu não vou falar quem é ou o motivo, pois já dei muitos spoilers.

"- Sou a droga de um caçador, como vocês fazem questão de lembrar a cada mísero segundo e não irei obedecer ás duas ordens, enquanto não me sentir a vontade para isso."

A Kate tem uma escrita maravilhosa e isso fez a leitura fluir muito bem. As páginas são amarelas e as letras estão grandes, o que facilita muito a leitura. A capa está apaixonante, eu particularmente adoro roxo e acredito que a cor combinou bem com o contexto da historia. A diagramação interna está muito caprichada, no inicio de alguns capítulos temos alguns desenhos: morcegos, lobos, arvores secas, e tudo isso nos faze entrar ainda mais no clima da historia. 

O livro tem algumas passagens um pouco fortes, mas acredito que não é nada que vá incomodar as pessoas, pelo menos a mim não incomodou, então não é algo que atrapalhe a leitura. Eu adorei a historia escrita pela Kate, é algo bem diferente do que estou acostumada, então me fez muito bem variar um pouco as minhas leituras. Eu recomendo esse livro a todas as pessoas que estão em busca de um livro fantasia envolvente, diferente e que faça te perder o folego.



 Editora: Coêrencia || Autora: Kate Willians || Páginas: 286 || Onde Comprar || Skoob



18 comentários:

  1. Oi Giovana, eu amo livros de fantasia e que envolvem tantos elementos fantásticos. Legal saber que a trama é tão envolvente. Fiquei bem curiosa a respeito do desenvolvimento e dos personagens também.
    Beijos, Fer

    ResponderExcluir
  2. Oi Giovana, eu li da Kate o livro Distopia e Hunter me deixou bem curiosa. Eu gosto muito de fantasias e pelo que vi na sua resenha, essa história está bem recheada de boas características do gênero. Eu achei a capa muito simples mas ao mesmo tempo bem bonita, o menos é o mais, não é assim aquele ditado? Gostei do roxo contrastando com as silhuetas. Acho que é um livro que eu posso gostar bastante se o ler.

    ResponderExcluir
  3. Uooow que honra ler uma resenha tão linda e perceber que é sobre o meu livro que você está falando. Estou emocionada, pois estava muito insegura com Hunter. A sua resenha foi lacradora! <3

    ResponderExcluir
  4. Ainda não conhecia o livro e nem a autora e você conseguiu me deixar curiosa quanto as cenas fortes e a escrita boa da Kate. Adoro quando a trama traz personagens secundários relevantes, isso dá muita consistência para o enredo.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. oi Giovana... primeira vez que estamos aqui no seu cantinho, e já seguindo.... segue a gente também! Bom, sobre o livro, não tenho interesse algum em ler, ainda mais que ele tem 4 pontos de vista, odeio! E também, acho que passei da fase de ler esse tipo de livro, sabe? Estou mnais a procura de livros realistas e que tratem de dramas familiares.
    beijos e boas leituras!ps: a capa eu não gostei, não!

    ResponderExcluir
  6. Oi
    Confesso que não me interessei muito por esse livro. Não tenho problemas com cenas fortes nem nada, só que achei as coisas meio confusas sabe?
    Mesmo assim, adorei sua resenha e tenho certeza que agradará e muito outras pessoas.
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias

    ResponderExcluir
  7. Oie, particularmente esse livro não me chama atenção, apesar de podermos ver o outro lado da história, a vida dos caçadores desses seres míticos, mas faltou aquela coisa impactante para mim, sabe. Que bom saber que os personagens foram bem construídos, e fica a dica para quem sabe eu ler no futuro.

    ResponderExcluir
  8. Oi Giovana,
    que que a leitura foi tão envolvente, eu por outro lado não me senti atraída, simplesmente porque esse não é um gênero que costumo ler, vez ou outra quando algum livro do tipo me chama muito a atenção eu dou uma chance, mas isso raramente acontece e esse acabou não me atraindo o suficiente para que eu venha arriscar na leitura.

    Abçs
    Nosso Mundo Literário

    ResponderExcluir
  9. Olá Gio,
    Gosto muito de livros de fantasia, sério, existe gênero melhor?
    Esse livro me surpreendeu bastante, pois não sabia o que esperava dele quando vi a capa no começo da resenha. Adoro leituras envolventes e achei os personagens marcantes. A única coisa que não achei legal foi Jason não ter tido um aprofundamento.
    Enfim, anotei a dica e espero ler!
    Beijos,
    http://mileumdiasparaler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Ola Gio eu amo historias de fantasia ainda mais com Vampiros e lobos, sendo bem trabalhada gostei que tem cenas fortes pois dão mais emoção a toda história, interessante ser narrado por 4 pontos de vista. Dica anotada. beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  11. Oi!
    Eu morro de vontade de conhecer a escrita da autora, eu tenho aqui Distopia mas estou adiando a leitura há um tempão rsrsr
    Achei bem diferente esse livro que ela escreveu, principalmente como vc disse por ter cenas mais fortes, e ter uma história um pouco mais marcante, mas tenho certeza que é uma leitura emocionante e incrível.
    Não vejo a hora de poder ler este também

    ResponderExcluir
  12. Olá!
    Eu não gosto muito de fantasias com vampiros, lobos e afins, mas esse livro tá parecendo bem legal!
    Já faz um tempo que tô querendo conhecer a escrita da autora, talvez agora seja o momento certo. Fiquei curiosa sobre as passagens fortes, eu curto hahaha.
    Vou anotar a dica e espero gostar tanto quanto você.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  13. Oie!
    Opa, anotando mais uma dica de fantasia. Eu adoro livros de fantasias, e mesmo com as cenas um tanto fortes eu não me importo. Inclusive, até gosto, pois sai daquela mesmice de outros livros. Uma ótima dica! Ainda não conhecia o livro e fiquei curiosa.
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  14. Oie!
    Eu também sou suspeita para falar quando o assunto é fantasia principalmente se tem vampiros envolvidos na história.
    Achei a premissa desse livro bem interessante e tem uma capa linda. Com certeza vou adicionar a minha lista de leituras e conhecer mais do Nick. Fiquei bem curiosa com esse personagem.

    ResponderExcluir
  15. Oi Giovana, tudo bem?
    Eu já tinha ouvido falar a respeito desse livro, mas não curto fantasia com vampiros e lobisomens, mas ainda pretendo dar uma chance. Achei interessante que a narrativa seja sob quatro pontos de vista porque não lembro de ter lido nenhum livro assim. Fico feliz que tenha gostado da leitura e a diagramação ajudou adentrar ainda mais dentro da história, porque essa capa está mesmo bem bacana.
    Beijos.

    Um Rascunho a Mais

    ResponderExcluir
  16. Oi!

    Eu sou do clubinho amante de romances sobrenaturais HAHA é nois. Pois bem, já ouvi falar desse livro, mas nunca li uma resenha a respeito e curti bastante. A narrativa parece ser bem interessante e a escrita da autora parece envolver mesmo. Com certeza anotei a dica, pois fantasia e sobrenatural nunca é de mais! haha beijo!

    ResponderExcluir
  17. Me identifico, também amo lobisomens, vampiros...enfim, tudo que seja sobrenatural, e é realmente bom conhecer a história pelo ponto de vista deles, gosto quando o autor aprofunda os personagens secundários, enriquecem muito mais a trama, a escrita da autora parece ser um ponto alto do livro

    ResponderExcluir
  18. Olá Giovana, tudo bem?

    Achei bem interessante a sinopse e a sua resenha de "Hunter". Cativou a minha curiosidade e vou dar uma olhada melhor. Quem sabe ele não entra para a lista?

    Beijos,
    Gabriel Albuquerque

    ResponderExcluir