Resenha: O Catador de Sonhos

Olá pessoal, tudo bem?
Hoje eu venho trazer a resenha do livro O Catador de Sonhos.


Ele já quebrou seis vezes e saiu de todas elas mais sábio – e mais rico.
É comum que as pessoas se abalem com mais facilidade quando enfrentam os revezes da vida, e, ainda pior, quando enfrentam uma crise muitas vezes desistem sem sequer tentar virar o jogo. De onde vem tanto desânimo, tanta falta de fé?
Geraldo Rufino é o exemplo de que basta mudar o modo de pensar e todos os caminhos podem se abrir. Não sem trabalhar muito, é claro. Trabalhar muito com o espírito e a mente é a formula do sucesso que Rufino conseguiu desenvolver. O homem que começou a vida como catador de lixo reciclável nunca perdeu o sucesso de vista, e hoje é presidente da JR Diesel, cujo faturamento é superior a 50 milhões de reais por ano.
Empreendedor visionário, trabalhador incansável, otimista incorrigível, Geraldo Rufino ensina como transformar sua vida e seu negócio para nunca mais se sentir vencido.


Esse ano tem sido surpreendente. Eu comecei a gostar de coisas que antes me mantinha longe, e estou me mantendo longe de coisas que antes  gostava. E esse foi o caso de O Catador de Sonhos. Eu nunca fui uma grande fã de livros de auto ajuda, sempre achei a leitura deles arrastada e sem sentido. Porém nos últimos meses eu tenho começado a ler muitos livros desse gênero, e a cada livro, uma surpresa.  E o Catador de Sonhos foi uma surpresa muito agradável.

Esse livro foi escrito pelo empresario Geraldo Rufino, e nele ele nos conta como foi seu primeiro investimento, seu primeiro emprego, e a primeira vez que ele quebrou. Ele fala de tudo! De dicas de investimento a de convivência. Ele também narra um pouco da sua vida e da destaque aos momentos importantes da mesma, e sempre dando dicas a partir desses acontecimentos.

Uma das coisas que eu mais gostei nesse livro é que ele não é só um livro de investimento, então quem não está querendo começar algo, também pode tirar dicas valiosa desse livro. Eu consegui me situar na minha vida, estou começando a me organizar e também percebi que se algo não da certo não é o fim do mundo, você pode levantar e tenta novamente. Também aprendi a me focar no que eu quero, a ter boa relações, aproveitar as oportunidades, ser humilde e a nunca desistir.

A leitura do livro é fácil e a diagramação está perfeita, as letras estão de um tamanho ótimo! Você sente como se o autor estivesse na sua frente conversando com você, eu acredito que nunca encontrei um livro que me envolvesse tanto assim. E isso foi uma das coisas que mais me surpreenderam nesse livro.

Eu recomendo a leitura de O Catador de Sonhos para todas as pessoas que estão procurando uma leitura que as faça mudar o modo de ver as coisas.


                                     " Sonhe alto e ouse fracassar, só não pare de acreditar"

Editora: Gente
Autor: Geraldo Rufino
Páginas: 190
Nota: 5/5

Livro no Skoob

Ache o melhor preço: Buscapé

Facebook: Editora Gente  Geraldo Rufino


Espero que tenham gostado.
Um grande abraço e até a próxima.

18 comentários:

  1. Oi Giovana!
    Confesso que li poucos livros de auto ajuda, e nem todos me conquistaram. Gostei quando comentou sobre a mudança de opinião, onde começou a apreciar livros que até então não imaginou ler. Já passei por algo assim, e fui muito surpreendida com a leitura.
    Acredito que o livro tenha ótimas ideias, principalmente na convivência. Achei o livro muito interessante.
    Bjks!
    http://www.historias-semfim.com/

    ResponderExcluir
  2. Alguns livros de autoajuda me atraem, outros não... acho que meu favorito até hoje é A arte da imperfeição, já que começou a ler esse gênero há pouco tempo talvez não conheça... esses que contam trajetórias de negócios não chamam a minha atenção. Mesmo que você tenha dito que mesmo quem não está querendo começar a investir em algo pode tirar dicas valiosas do livro, e também que se sentiu envolvida e como se o autor estivesse conversando com você, não fiquei com vontade de ler. Mas que bom que gostou!

    Beijo.

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  3. Eu vi o livro em um video (será que foi aqui?) e fiquei curiosa para saber mais. Também não sou muito de ler autoajuda mas saber mais sobre esse me deixou bem curiosa. Acho que um livro que envolve e faz a gente ver as coisas com outros olhos é o que estou precisando no momento. Com certeza está na lista de desejados!

    Beijinhos,
    Lica
    Amores e Livros

    ResponderExcluir
  4. Olá, Giovana.
    Interessante a ideia do livro, porém acredito eu que ão seja o que busco para ler ( nesse momento). Entretanto, é muito bom quando a narrativa é persuasiva e essa ideia de que o próprio autor está conversando com você, também curti bastante.

    bju's Ju
    Visite: Nossa Estante Nacional

    ResponderExcluir
  5. Olá! Também não sou fã de livros de auto ajuda, o que não quer dizer que não tenha lido nenhum. Mas não faz muito meu estilo nesse momento. Mas a resenha foi ótima, parabéns!

    ResponderExcluir
  6. Oi, Giovana
    Eu não tinha visto resenhas do livro, mas curto livros de auto ajuda. Não é algo que leio sempre, mas este parece ser um dos bons. Eu tenho mudado minhas leituras também este ano, mas sempre mantendo as coisas que eu gosto por perto. Adorei a resenha e conhecer mais do livro.

    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Oi, Giovana!
    Não sei, mas não consigo gostar de autoajuda, sabe? Acredito que seja até mesmo um pouco de preconceito literário, pois os únicos livros desse genêro que li foram extremamente cansativos.
    Gostei da tua resenha e fiquei feliz que você gostou, é muito bom quando uma leitura mexe com a gente e nos faz perceber outros horizontes, por assim dizer.

    Beijos!
    Books and Movies
    www.booksandmovies.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Olá, tudo bem?

    Não conhecia o livro, mas gostei da premissa. Muito legal você se abrir para novos gêneros. Isso é bom, pois as vezes encontramos coisas maravilhosas. Eu leio pouco livros de autoajuda, mas de vez em quando pego um, quando acho o assunto interessante. O meu último foi A Mágica da Arrumação e curti. Quanto ao Geraldo, é um belo exemplo de perseverança. Inspirador.

    beijos

    http://livrosfilmeseencantos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Ola Gio, menina gostei do modo que o livro apresenta as dicas, e organização como comentou na resenha, eu adoro ler livros nesse gênero por isso, por acrescentar algo de bom, as vezes uma simples dica trás grandes mudanças. Dica mais que anotada. beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  10. Oiie Gio, tudo bem? Confesso que o gênero de autoajuda não é o meu preferido, mas sempre estou aberta a novos. Li esses dias o Não se apega, não que também é autoajuda, e até que gostei, pois como você mesmo disso, tem hora que dá para nos ajudar a situar na nossa vida rs. Vou procurar ele para ler, e espero poder também aceitar algumas coisas na minha vida com a ajuda d'ele.

    Beijinhos literários.

    Amantes da Leitura

    ResponderExcluir
  11. Oi, bem que eu gostaria de mudar assim como tu fez!!!
    não consigo ler auto-ajuda de jeito nenhum! E o engraçado é que a tua resenha não está nenhum pouco "auto-ajuda"...tu escrita envolve o leitor, gostei da resenha! quem sabe eu não acabo mudando de opinião e deixando de ser tão chata com os gêneros que leio....

    beijinhos,

    Eu Pratico Livroterapia

    ResponderExcluir
  12. Oi,
    Eu vi a divulgação deste livro e confesso que não leio muitos livros de auto-ajuda pelo fato de vários parecerem a mesma coisa, mas se você conseguiu tirar um bom proveito desta leitura já é um grande passo. E realmente, se algo não dá certo é preciso continuar.

    Beijos,

    Greice Negrini

    Blogando Livros
    www.amigasemulheres.com

    ResponderExcluir
  13. Olá, Giovana.
    Que bom que você está gostando de livros que antes não gostava. Eu infelizmente já me aventurei em muitos livros de autoajuda e não consegui gostar de nenhum. Meu negocio é ler histórias com começo, meio e fim, de preferencia um fim feliz hehe. Mas vou indicar para uma amiga que sei que gosta.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
  14. Olá.
    Tudo bom?
    Fico feliz em ver que saiu de zona de conforto e agora está gostando de auto ajuda.
    Confesso que já tentei, mas não me sinto conectada com esse tipo de leitura, então deixarei passar sua dica.
    Beijos

    ResponderExcluir
  15. Olá Giovana, não conhecia esse livro, esse estilo de livro não apetece muito, mas sua resenha está muito boa, afinal quem não quer tirar boas lições de livros?
    Parabéns pelo blog e pela bela resenha.
    Até mais, beijos.

    clubedolivro15.blogspot.com

    ResponderExcluir
  16. Olá Giovana, tudo bem?
    vou começar falando que não, eu não gosto de auto ajuda, li algumas na minha vida e não mudaram em nada o que já existe em mim (acho que sou bem resolvida, e consigo me auto analisar rs).
    Mas a parti do momento que um livro consegue mudar opiniões e abrir novo horizontes de alguem, merece uma chance, e esse parece ser exatamente o tipo de livro.
    Anotei sua dica e espero um dia lê-lo.
    Beijos
    Edna

    Dna Bookz / Fan page / Instagram  / Twitter

    ResponderExcluir
  17. Oi Giovana, esse tipo de livro não é algo que me atrai, mas acredito que assim como você também estou precisando de uma leitura que mude me modo de ver certas coisas. Estou anotando a dica.

    Bjs, Glaucia.
    www.maisquelivros.com

    ResponderExcluir
  18. Ooi,
    Achei legal o que falou sobre estar mudando de gosto, nunca gostei de auto-ajuda mas talvez daqui a um tempo eu me aventure e goste da narrativa. Bela resenha.
    Vitória Zavattieri
    Corujas de Biblioteca

    ResponderExcluir