Resenha: O Rei dos Malnascidos

Olá pessoal, tudo bem?
Hoje eu trago a resenha de um livro nacional que me surpreendeu muito.


Nos tempos antigos, o primeiro dos magos derrotou os deuses, conquistou toda "Ãh Rahresh" e dividiu a sociedade em cinco castas. Durante milênios a soberana casta dos magos governou o mundo através do Conselho Doszil e agora, pela primeira vez, foram desafiados.
Após matar um poderoso sultão, Fahrak, que no passado desertou da academia de formação de magos, torna real o sonho de luta pela igualdade. Os rumores de que os magos não conseguem vencê-lo aumenta a cada dia e a esperança começa a surgir entre os malnascidos.

Enquanto isso, Aisha, uma adolescente diante da inesperada morte da mãe descobre seus poderes de mago e se vê diante do terrível e perigoso teste de admissão na Academia Doszil. A única chance de ser aceita na poderosa casta também é, de longe, seu maior e mais mortal desafio. Ao procurar sobreviver junto aos demais malnascidos, percebe que está mais envolvida com o destino do continente e das castas do que pode imaginar.

Eu confesso que estava com grandes expectativas em relação ao livro, eu já havia lido outra obra do autor e tinha adorado a historia, então quando surgiu a oportunidade de ler outra coisa dele, não hesitei e me surpreendi com um novo mundo que se abriu para min.

Em O Rei dos Malnascidos conhecemos uma realidade um tanto quanto cruel. O ambiente por si só já um grande desafio, pois o clima árido e bem quente (deserto) dificulta a vida de muitas pessoas, as civilizações são concentradas em oásis e estes são governados por sultões,  que por sua vez são escolhidos a dedo pelo Conselho Dozsil. O Conselho é constituído por pessoas bem nascidas que detêm o poder da magia e aqueles que não possuem magia são organizados em castas menos valorizadas. 

Todos os anos, crianças bem nascidas são escolhidas para fazer o teste para ingressar na Academia Dozsil, onde se sobrevirem, se tornarão grandes magos. Porém não são só crianças bem nascidas que tem a chance de fazer o teste, aqueles que são filhos de nobres com escravos também possuem magia no sangue, e por sua vez tem a oportunidade de fazer o teste, mesmo tendo uma chance pequena.

Aisha é apresentada como filha ilegitima de Ofíres, o sultão do oásis mais importante. Logo no começo da historia, Aisha perde a mãe para o grande verão, e recebe a visita do pai, e este a aconselha a fazer o teste para Academia. Porém a menina tem muitos desafios, e há pessoas que desejam seu fracasso, como sua meia irmã Milãh e sua madrasta a sultana Alamar.

Ao mesmo tempo que a historia foca nos desafios de Aisha e seus amigos durante o teste, a narrativa também foca em Fahrak, um mago extremamente forte que é caçado pelo conselho por desertar a Academia, matar e tomar o lugar de um sultão e principalmente por espalhar seu ideal de um mundo justo e igualitário, onde tem castas e o grande Conselho Dozsil.

O Autor soube criar um mundo totalmente novo, e com tantas características novas que me envolviam cada vez mais ao decorrer da leitura. Mesmo quando a leitura parecia se arrastar, a historia tomava um rumo ainda mais interessante. 

Os personagens são bem distintos entre si, suas personalidades, ideias e problemas pessoais tornava a historia ainda mais interessante e cativante. Podemos acompanhas o desenvolvimento da Aisha e seus amigos, Íris, Talif e Khyjam em suas magias e inseguranças

Durante a leitura do livro não puder impedir de as vezes associar esse mundo novo com as historias egípcias, e imagino que possa ter sido uma fonte de inspiração para o autor, mas sem deixar de ser original em nenhum momento.

O livro tem seu fim em uma das partes mais altas da historia e deixa a gente com um gostinho de quero mais, então mal posso esperar para o segundo volume dessa trilogia fantástica.


    " Quanto mais cedo enfrentarmos nossos medos, mais cedo estaremos preparado para vence-los."



Editora: Senhor da Lenda
Autor: Ellias Paixão 
Páginas: 300
Nota: 5/5

Livro no Skoob



Espero que tenham gostado.
Um grande abraço e até a próxima.

15 comentários:

  1. Ooi,
    Não conhecia esse livro, mas gostei bastante da sua sinopse, é muito bom se surpreender com livros nacionais!
    Vivi
    Corujas de Biblioteca

    ResponderExcluir
  2. Acho que já assisti a um filme com enredo bastante similar, acredito que a obra deva ser realmente interessante, confesso que fiquei empolgada já com o título, não conhecia e gostei de sua apresentação, também fiquei curiosa com o final.

    ResponderExcluir
  3. Olha, nunca tinha escutado falar desse livro... Mas pela sinopse ele parece muito bom, vou tentar ler! ;)

    ResponderExcluir
  4. Oiee ^^
    Por mais que a sua resenha tenha sido muito animada, e me deixado curiosa, não curti muito o tema do livro. Sou mais os moderninhos, sabe? YA, NY e NA são os meus favoritos, então raramente saio da minha zona de conforto *-* vou deixar o título anotado aqui, quem sabe um dia :)
    MilkMilks
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Oi Gio, não conhecia o livro, e mais uma vez fiquei encantada como nossos autores estão mandando bem demais.
    Dica anotada para ler.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  6. Adoro quando me sinto sortuda… *u* Eu já tenho esse livro em e-book e essa não é a primeira resenha positiva que leio a respeito. O autor parece ser muito talentoso e prevejo me tornar sua futura fã (rs). Adorei o enredo e seus comentários me fizeram perceber que há um quê distópico na obra.

    Beijos!
    http://www.myqueenside.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Ola Gio adorei a premissa do livro, esse testes são sempre um desafio aos protagonistas e adorei esse reino de malnascidos e bem nascidos, pelo visto a história te envolveu de forma positiva. Adorei a capa e já estou indo comprar e matar minha curiosidade. beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  8. Oi Gio, sua linda, tudo bem
    Ei já vi alguns filmes que tinham como cenário o deserto e fiquei fascinada, pois eles existem na vida real, e os povos que moram nele também. Então, tenho certeza de que o autor já começou acertando ao escolher o cenário, e ainda colocou magia no meio, provas para entrar em uma escola, que podem ser mortais. Nossa, parece ser muito bom. Não conhecia o autor e nem o livro, mas não vejo a hora de ter uma oportunidade de ler. Sua resenha ficou ótima.
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Oi Flor!!!

    Não conhecia o livro nem o autor e apesar de sua ótima resenha, a história não me animou muito. Não faz muito meu gênero, mas vou deixar anotado para dar uma chance por conta da sua resenha.
    Bjus
    Juh - Surtos da Juleka

    ResponderExcluir
  10. Hey,

    adorei a resenha. Nunca li algo que me lembrasse o Egito, seria uma boa ler esse, afinal, adoro quando o autor consegue criar personagens distintos e um mundo bem novo.

    att,
    decaranasletras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. Olá!
    A história parece ser bem legal. A capa é maravilhosa e eu já tinha conhecido o autor em um evento. Espero ter a oportunidade de ler o livro.
    Beijinhos!
    http://eraumavezolivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Oi, Giovana! Que bom que o livro te surpreendeu. É ótimo quando isso acontece! A história parece muito interessante. Pelo visto, o autor soube desenvolvê-la muito bem, misturando diversos elementos. Gostei de saber que há certa relação com a mitologia egípcia. Assim que puder, darei uma chance. Beijos!!

    ResponderExcluir
  13. Não conhecia o livro, mas ele parece incrivel. Gosto de ler a trilogia toda uma aras da outra, entao quando eu conseguir ela toda eu leio...

    ResponderExcluir
  14. Oi gi, tudo bem?
    Não conhecia o livro e nem a editora e pelo visto eu estava perdendo uma ótima história. A capa está magnifica e o enredo é bem instigante, fiquei louco para ler o livro. Vou procurar saber mais sobre essa história.

    ResponderExcluir
  15. Oi Gio,

    Adorei sua resenha que me atraiu muito para este livro que envolve magia (ADORO), sem falar que o autor deve ter uma escrita bem envolvente e esta ideia de distopia me chama a atenção, descobri recentemente que gosto desse gênero que é novo para mim.
    Vou anotar a dica, embora fique um pouco desanimada por saber que terá sequência e não estou investindo em livros assim, pois tenho inúmeros livros para ler.

    Beijos
    Tânia Bueno
    www.facesdaleitura.com.br

    ResponderExcluir