Entrevista: Barbara Stefane

Olá pessoal, tudo bem?
Hoje tem entrevista com a fofa da Barbara, que é a mais nova autora parceira do blog.




1- Se apresente, fale um pouco sobre você.

Eu me chamo Barbara Stefane, sou carioca, evangélica, flamenguista.
Sou uma pessoa que curte as coisas simples da vida. Amo dia chuvoso, principalmente para assistir filmes e é claro, escrever. Tenho fascínio por flores, árvores e animais. Sou uma pessoa romântica, daquelas que curtem filmes e livros extremamente melosos. Coleciono mangás da Turma da Mônica Jovem e enfim, sou um pouco de tudo. Sou muito criança quando estou com meus amigos, muito responsável com meus compromissos e acima de tudo, tento ser feliz, sempre.


2-Fale um pouco sobre os seus livros.

Esse ano, publiquei 2 livros. “Amor entre amigos” pelo Clube de autores e “Meu conto não é de fadas”, pela editora Novo Romance.

O livro “Amor entre amigos”, conta uma história de amor entre Babi e Gabriel. Babi é uma moça que sonha se casar com um cara que a valorize, já que não guarda boas recordações de seus relacionamentos anteriores. Gabriel é um lindo rapaz que sonha fazer sucesso com sua banda e nada mais. Mesmo com pensamentos diferentes, se descobrem parecidos quando iniciam uma bela amizade, que logo torna-se, amor. Ambos porém, sentem receio em revelar seus sentimentos. Então amores do passado retornam ao presente e colocam esse amor e amizade á prova.

Essa é a sinopse de “Meu conto não é de fadas”: Como você se sentiria se perdesse seu pai, seu porto seguro e de uma hora pra outra, visse sua família na ruína?
O que você faria se tivesse milhões de reais, para gastar livremente?
Essas perguntas são respondidas por Keylli D'Waise e Edu Ferrero em "Meu conto não é de fadas".
Quando seu pai o priva de seus privilégios, Edu se aproveita do momento difícil da qual Keylli está passando, e a usa para recuperar a boa imagem com o pai. Mas o problema é que ele conta uma história completamente diferente para a moça, que acredita que está o ajudando.
A história se complica ainda mais, porque os dois acabam ficando bem próximos e Keylli tem um namorado, por quem é muito apaixonada.
Agora, a missão de Edu, é manter Keylli longe da verdade e controlar seus sentimentos por ela, já que não gosta nem um pouco de relacionamentos sérios.


3-Como foi escreve-los?

Comecei a escrever “Meu conto não é de fadas’, em dezembro de 2008 e terminei em janeiro de 2009. Gostei muito de escrever esse livro, porque aprendi a amar cada personagem. A inspiração para essa história me veio, enquanto eu pregava um prego na parede (risos). Vivi cada momento dessa obra e fiquei triste quando terminei, porque não queria me despedir dos personagens.

Já “Amor entre amigos”, era uma história que eu já tinha em minha cabeça há muito tempo, porém só a escrevi no início de 2013. Inicialmente, escrevi essa história para eu mesma ler, já que achei que não tinha nível para ser publicada. Em 2014, descobri o site “Wattpad” e decidi publicar essa obra por lá. Deu mais certo do que eu pensei, porque logo de cara, teve uma excelente aceitação. Daí, resolvi publicar, vi que era hora de tentar. Amei escrevê-lo e já estou planejando sua continuação.

4- Sempre teve incentivo a ler quando criança e agora a escrever quando adulta?

Sim, desde criança tenho o hábito de ler e também de escrever. Tive incentivo da minha mãe e de minhas professoras. Hoje em dia, tenho o incentivo de pessoas maravilhosas, que leem minhas histórias e me pedem para continuar. Não existe incentivo melhor que esse.

5-Tem algum autor/ autora que te inspire?

Admiro Thalita Rebouças e Gustavo Reiz. Me identifico com a maneira deles de escrever. São dois grandes autores nacionais, que eu tenho como espelho.

6- Tem algum projeto em andamento?

Sim, tenho dois na verdade, que já estão prontinhos, só faltam alguns ajustes, mas ainda não há data para publicação.

7-Deixe um recado para quem está querendo publicar seu primeiro livro.

Sei que essa frase é clichê pra caramba, mas é isso mesmo, “NÃO DESISTA NUNCA”. Vale a pena lutar por nossos sonhos. A pior coisa que existirá, será você chegar numa certa idade e pensar “Por que eu não tentei” Não conviva com dúvidas, lute, vá em frente. Assim como muitos vão amar seu livro, outros virão com críticas negativas, mas faz parte. Aprenda com as críticas e cresça, faça cada vez melhor. Umas portas irão se fechar, mas tenha fé que Deus abrirá a melhor. NUNCA PARE!



Espero que tenham gostado e que possam acompanhar os projetos da autora :)
Um grande abraço e até a próxima. 


3 comentários:

  1. Giovana, muito obrigada, amei responder a entrevista e estou muito feliz com nossa parceria.
    Bjinhus flor <3

    ResponderExcluir
  2. Oie! Adorei a entrevista, não conhecia a autora, mas aparenta ser muito querida!
    Bjs, www.resenhasteen.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Oi, como vai?
    Ainda não conhecia a autora e nem seus livros.
    Foi bom conhecer um pouco mais de uma escritora nacional.


    www.enquantoestavalendo.com.br

    ResponderExcluir